Mercado hoteleiro oferece boas perspectivas em todas as regiões e segmentos

Do coração da Amazônia às capitais do sul do país, é possível encontrar boas oportunidades de investimento no mercado hoteleiro do Brasil. Essas perspectivas serão discutidas no painel “Quais os planos das redes hoteleiras para o Brasil nos próximos anos?”, que faz parte da conferência internacional do ADIT INEVST. O evento de negócios do segmento imobiliário e turísitico, que chega à sua sexta edição em 2011, acontece de 10 a 12 de maio, em Fortaleza (CE).

O tema será debatido por Jorge Rebelo de Almeida (presidente do conselho de administração do Vila Galé), Alínio Azevedo (diretor de desenvolvimento para América Latina e Caribe da Four Seasons Hotels and Resorts) e Roberto Amorim (diretor de aquisições da Starwood Hotels & Resorts).

Alinio Azevedo, da Four Seasons, ressalta que dado o significativo crescimento econômico da América Latina nos últimos anos, e sua consequente demanda por serviços de hospedagem de luxo, a região passou a ser vista como uma área de grandes oportunidades para a expansão da rede. ”Dentro deste contexto regional, o Brasil talvez seja o mercado mais promissor, não somente para a Four Seasons, mas para operadores hoteleiros de forma geral”, acredita Azevedo.

Entre as cidades brasileiras onde a Four Seasons ainda não atua estão São Paulo e Rio de Janeiro, locais apontados pelo executivo como cada vez mais procurados por viajantes internacionais que já conhecem a marca e estão acostumados com a qualidade dos serviços prestados nos hotéis da rede em outros destinos. Hotéis urbanos nessas cidades e um resort de praia no nordeste ou no litoral entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo estão entre as prioridades do grupo. Numa segunda fase, a Four Seasons buscará oportunidades em outros mercados de resort, como Amazônia, Pantanal e região de Foz do Iguaçu.

Atualmente, a rede de administração hoteleira conta com um portfólio de 85 hotéis e resorts em 35 países, com contratos que elevarão este número para 124 unidades até 2015. “Buscamos projetos de qualidade onde possamos alinhar capital à nossa expertise na gestão de hotéis de luxo”, assinala Azevedo.

Jorge Rebelo de Almeida, do grupo hoteleiro português Vila Galé, acredita que o nordeste do Brasil é a região que mais oferece perspectivas para a o segmento de resorts. Já para o mercado de hotéis econômicos, Almeida destaca as capitais e cidades do interior em todo o país.

“O Brasil tem ainda um enorme espaço para preencher na oferta hoteleira, em todos os segmentos de mercado”, afirma o executivo. O Vila Galé atua em quatro estados brasileiros: Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Ceará. A rede prevê continuar a crescer no país, tanto no segmento de resorts como no de hotéis urbanos de alto padrão e econômico, com a sua marca VG Express. Os investimentos podem ser realizados tanto diretamente como por via de gestão para terceiros.

Roberto Amorim, da Starwood Hotels & Resorts, acredita que com o crescimento da atividade econômica no país um outro nicho que se mostra atraente é o de hotéis de negócios. “Esses hotéis têm a taxa de ocupação muito alta, especialmente nas capitais e em cidades com atividade econômica recente”, declara.

A Starwood Hotels & Resorts atua no Brasil com seis estabelecimentos, que levam as marcas Sheraton e Four Points. O grupo pretende continuar investindo no país, tanto em hotéis de negócios como em outros segmentos hoteleiros.

Sobre o ADIT INVEST

Pela sua sexta edição, o ADIT INVEST (ex-Nordeste Invest) reúne os principais players dos mercados imobiliário e turístico - nacional e internacional. Programado para ocorrer entre os dias 10 e 12 de maio, o evento é dividido em três módulos: Conferência Internacional, Rodada de Negócios e Salão Imobiliário.

Em 2010, o evento ocorreu em Natal (RN) e contou com a presença de 1.450 participantes, 120 investidores internacionais, vindos de países como Estados Unidos, Espanha, Portugal e Inglaterra, e 50 jornalistas nacionais e internacionais. Gerou ainda mais de R$ 1,8 bilhão em expectativas de negócios prospectos em 437 reuniões agendadas durante a Rodada de Negócios.

 Para mais informações sobre o ADIT INVEST 2011, acesse www.aditinvest.com.br