Floricultores da Serra Fluminense superam dificuldades

Rio de Janeiro - Os produtores de flores da região serrana fluminense estão em condições de atender à demanda do mercado para o Dia das Mães, data que tradicionalmente gera grandes oportunidades de negócios para o setor. Mesmo tendo sofrido grandes perdas com as chuvas do início do ano na região, os floricultores retomaram a produção e esperam vendas de R$ 10 milhões no período.

De acordo com a Associação de Produtores de Flores de Nova Friburgo (Aflorata), entidade que reúne cerca de 500 agricultores, 600 mil dúzias de flores da região deverão abastecer o comércio varejista até domingo (8).

As flores são uma das principais opções de presentes para as mães, perdendo apenas para roupas, sapatos e acessórios. A expectativa do segmento é que 600 mil dúzias de flores da região abasteçam o comércio varejista do estado do Rio de Janeiro. Deste total, 50% são variedades de rosas, 30% crisântemos, e, entre o restante, estão os lírios, cravos, as gérberas, astromélias e palmas.

A coordenadora do Programa Florescer, da secretaria estadual de Agricultura, Nazaré Dias, disse que o mercado fluminense também é abastecido com flores de outras regiões do estado e do país.

Após as fortes chuvas, a produção da região sofreu uma queda de 30%. Entre outras consequências das encnhentes, os floricultores tiveram dificuldade de escoamento da produção, falta de energia elétrica por período prolongado e doenças provenientes de fungos.