Cheques sem fundos crescem pelo terceiro mês, diz Serasa

SÃO PAULO - Os cheques sem fundos cresceram em março 2,13%, acumulando três meses seguidos de elevação, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira pela Serasa Experian. Em janeiro, a taxa ficou em 1,70% e em fevereiro, 1,83%.

O percentual de cheques devolvidos no primeiro trimestre ficou em 1,89%, a menor dos últimos seis anos no período. Nos primeiros três meses de 2005, 1,79% dos cheques eram sem fundos.

Entre os estados, Roraima foi o que mais registrou cheques devolvidos no primeiro trimestre, com 10,88%. A menor taxa foi em São Paulo, com 1,45%. Já entre as regiões, a Norte ficou em primeiro com 4,03% dos cheques sem fundo. Na outra ponta, o Sudeste, com 1,55%.

De acordo com economistas da Serasa, a sazonalidade contribuiu para o aumento dos cheques sem fundos em março, devido aos gastos com IPVA, material escolar, férias e Carnaval. Além disso, o aumento da inflação e as medidas de encarecimento do crédito também devem ser considerados.