Estados membros do FMI pedem atenção sobre efeitos de revoltas árabes

WASHINGTON - Os Estados membros do Fundo Monetário Internacional (FMI) pediram neste sábado à entidade que preste uma "atenção particular" às repercussões econômicas das revoluções no mundo árabe, segundo o comunicado final de sua reunião.

O Comitê Monetário e Financeiro Internacional (CMFI) do Fundo lembrou que após a crise financeira de 2008 é essencial "a criação de empregos para a sustentabilidade a médio prazo".

"Neste contexto, o impacto econômico imediato dos trágicos acontecimentos do Japão e de alguns países do Oriente Médio e do norte da África também merecem atenção", afirmou em um comunicado.