Portugal capta um bilhão de euros com juros altos e forte demanda

LISBOA - Portugal captou nesta quarta-feira mais de um bilhão de euros com emissões de títulos a curto prazo marcadas por uma forte alta das taxas de juros e uma forte demanda, no momento em que muitos investidores temem que o país da Eurozona se veja obrigado a reestruturar a dívida.

As captações totalizaram 1,005 bilhão de euros, anunciou o Instituto de Gestão do Crédito Público (IGCP). As emissões pretendiam alcançar 750.000 e um bilhão de euros.

Uma das emissões, de 455 milhões de euros a 12 meses, foi absorvida a uma taxa de juros de 5,902%, bem acima dos 4,331% de uma operação similar em 16 de março. Mesmo assim, a taxa ficou abaixo da previsão dos analistas, de 6% a 6,25%. A demanda superou em 2,6 vezes a oferta.

A outra emissão, a seis meses, captou 550 milhões de euros, com taxas a 5,17%, muito superiores aos 2,984% exigidos pelo mercado em uma operação similar em 2 de março. Esta demanda de títulos superou em 2,3 vezes o nível da oferta.

As emissões aconteceram sob forte pressão, depois que as agências Moody's, Fitch e Standard and Poor's rebaixaram a nota da dívida de Portugal.