Alshop prevê crescimento de 15% nas vendas em shoppings na Páscoa deste ano

RIO - Com a chegada da Páscoa coincidindo com o fim do período de altas temperaturas, e as condições econômicas dos consumidores apresentando-se cada vez melhores, o consumo de chocolates atrairá um fluxo ainda maior de pessoas às lojas nesta Páscoa, uma realidade que já vem movimentando o varejo que atua na venda de ovos típicos da data, além de chocolates em barra, bombons, entre outros gêneros do produto.

Para este ano, a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) espera um crescimento de 15% nas vendas em empresas que atuam em shoppings, ante a mesma data do ano passado, motivando um avanço também no número de funcionários temporários para atender a demanda de mais clientes nos estabelecimentos, com expectativa de aproximadamente 11 mil novos profissionais atuando na indústria e comércio varejista na data, em comparação ao mesmo período de 2010.

As principais representantes do setor de chocolates apostam ainda na criação de ovos com tamanhos ainda maiores do que nos anos anteriores, além de novas linhas de produtos dirigidos à diferentes públicos, seduzindo desde crianças, eternas apreciadoras do doce, até adultos de paladares mais exigentes, gerando vendas ainda mais expressivas.

"A confiança do consumidor na economia nacional estimula o crescimento das vendas no varejo neste período, que certamente terá um desempenho expressivo em comparação ao ano passado, fazendo com que a Páscoa cumpra com a sua parte dentro do calendário promocional do setor varejista", comenta o presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun.

Outros segmentos também aproveitam o período para expandir suas vendas, como o setor supermercadista, que além de comercializarem ovos de chocolate, dispõe de produtos que são comuns ao almoço da Páscoa, como o bacalhau; o de brinquedos, tendo em vista que muitos compram ursinhos de pelúcia para complementar o chocolate escolhido como presente, especialmente aqueles dados às mulheres; além das lojas de demais segmentos que veem no aumento do fluxo de consumidores nos shoppings um grande momento para elaborar ações promocionais diferenciadas à época.