Emprego na indústria fecha 2010 com maior avanço em 8 anos

RIO - O emprego industrial avançou 3,4% em 2010 e reverteu a queda de 5,0% registrada em 2009, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior variação desde 2002.

O emprego na indústria teve oscilação negativa de 0,1% em dezembro ante novembro e cresceu 3,4% na comparação com igual mês de 2009.

O total de ocupação no último trimestre do ano superou em 3,6% a do mesmo período de 2009. Ao passar de 2,9% em novembro para 3,4% em dezembro, a taxa anualizada manteve a trajetória ascendente iniciada em dezembro de 2009.

Com isso, segundo o IBGE, o emprego industrial encerrou 2010 com a taxa mais elevada da série histórica, refletindo a recuperação gradual do emprego industrial e a baixa da base de comparação em função dos ajustes realizados no mercado de trabalho em 2009, por conta dos efeitos da crise econômica internacional.

As 14 regiões pesquisadas contribuíram com resultados positivos para o crescimento do emprego industrial na comparação com dezembro de 2009. A principal contribuição ficou com São Paulo (3%), vindo a seguir região Nordeste (3,4%), Minas Gerais (3,9%), região Norte e Centro-Oeste (4,6%), Rio Grande do Sul (3,6%), Santa Catarina (3,9%) e Rio de Janeiro (4,4%).

Entre os setores, 13 dos 18 registraram contratações, sendo as principais de Meios de transporte (8,7%) e Produtos de metal (10%). "O índice acumulado no ano teve perfil generalizado de crescimento, atingindo todos os locais e 13 dos 18 ramos pesquisados", acrescentou o IBGE.