Lucro do Santander caiu 8,5% em 2010; alta de 31% no Brasil

MADRI - O lucro do banco espanhol Santander, líder na zona euro por capitalização na Bolsa, caiu 8,5% em 2010, a 8,181 bilhões de euros (11,3 bilhões de dólares), mas na América Latina registrou alta de 25%, com destaque para o crescimento de 31% no Brasil.

"Esta evolução está afetada pela entrada em vigor no terceiro trimestre da nova circular do Banco da Espanha em termos de reservas, cujo impacto líquido nas contas do banco chegou a 472 milhões. Sem esta dotação, o lucro teria registrado queda de 3%", explica o Santander em um comunicado.

"Estes resultados evidenciam a sólida capacidade de geração de lucros, que pelo quarto ano consecutivo superam 8 bilhões (...) no pior contexto econômico em várias décadas, e se deve em grande medida à diversificação geográfica e de negócios do grupo", completa o banco.

"Os resultados nos situam novamente nos primeiros lugares do setor bancário mundial", afirmou o presidente do grupo Santander, Emilio Botín.

Em 2009, o lucro do banco subiu 0,7% na comparação com 2008, a 8,943 bilhões de euros (12,52 bilhões de dólares).

Mas a queda do lucro não aconteceu na América Latina, que registrou alta de 25%, a 4,804 bilhões de euros. Na região, o crédito aumentou 30% e os depósitos 28%.

Dentro da região, o destaque foi o lucro registrado no Brasil, que teve alta de 31% (2,836 bilhõess de euros, 3,9 bilhões de dólares). Os créditos aumentaram 32% e os depósitos 28%.

A diversificação geográfica do Santander aumentou em 2010, com mais peso na América Latina, especialmente no Brasil - onde o banco adquiriu o Real-, e no Reino Unido, com uma presença menor na Espanha.

Os lucros obtidos na Europa Continental representam 35% do total (contra 48% no ano anterior), os da América Latina 43% (36%), os do Reino Unido 18% (16%), e os do Sovereign (Estados Unidos) 4%.

O lucro registrado no Brasil representa 25% do total obtido pelo Santander, contra 20% em 2009. O resultado da Espanha configura 15% do total de 2010 (contra 26% no ano anterior).