CNI propõe corte de R$ 40 bilhões no orçamento da União

SÃO PAULO - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) propõe um corte de R$ 40 bilhões no orçamento da União de 2011, aprovado pelo Congresso Nacional, como decisivo para o governo controlar a inflação sem precisar elevar a taxa de juros no médio prazo.

De acordo com a CNI, o Congresso elevou receitas e despesas em R$ 25,5 bilhões sobre a proposta original do governo, em parte porque superestimou a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano.

A política fiscal expansionista dos últimos anos precisa ser revista. Caso esse caráter não seja alterado, o esforço da política monetária para conter um excesso de demanda que pressione a inflação será maior e irá comprometer o crescimento da economia”, adverte nota técnica da entidade.

Segundo a CNI, “depois da política de expansão fiscal necessária para combater os efeitos da crise internacional, o momento é de reduzir o ritmo de crescimento dos gastos públicos para adequá-los ao crescimento da economia”.