Jornal britânico diz que Brasil pode passar vergonha por causa de aeroportos

Financial Times afirma que terminais não têm estrutura para a Copa 2014

RIO - O jornal britânico Financial Times adverte nesta sexta-feira que o Brasil pode passar vergonha, mesmo antes da Copa do Mundo de 2014, por causa dos seus aeroportos. Técnicos ouvidos pelo diário dizem que os terminais brasileiros registram um rápido aumento da demanda sem que haja planos adequados de desenvolvimento.

De acordo com os especialistas, o país deve enfrentar atrasos e cancelamento de voos durante o Mundial. E eles projetam ainda que, a longo prazo, haverá restrição do crescimento econômico e condições de viagem abaixo do padrão.

Em entrevista ao jornal, o chefe da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), Giovanni Bisignani, disse que não tem visto progresso suficiente no setor no Brasil. "Para evitar uma vergonha nacional, o Brasil precisa de estrutura maior e melhor para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016", ressaltou.

O Financial Times também critica a atuação da Infraero, enfatizando que a empresa não cumpriu a promessa de investir R$ 2 bilhões para expandir os aeroportos de Cumbica e Viracopos. '' A Infraero é dominada por sindicatos de funcionários públicos. Está mais preocupada com empregos do que com  resultados'', diz o jornal britânico.

O diário lembra também que o gargalo aéreo não é um problema novo no Brasil. Citando números da consultoria McKinsey, diz que o número de passageiros que voam anualmente em aeroportos de grande porte no país cresceu de 68 milhões em 2000 para 113 milhões em 2008. Essa demanda pode triplicar nos próximos anos, mas a infraestrutura não tem acompanhado esse ritmo.