China volta a aumentar taxa de lastro obrigatório dos bancos

PEQUIM - O Banco Central chinês anunciou nesta sexta-feira uma nova alta de 50 pontos básicos, ou 18%, da taxa de lastro obrigatório dos bancos, decisão que entra em vigor a partir do dia 29 de novembro, com o objetivo de combater a inflação.

Esta é a quinta alta da taxa desde o começo do ano. As quatro mudanças anteriores ocorreram em 10 de novembro, em maio, fevereiro e janeiro.

Este último salto acontece em um contexto de pressões inflacionárias, o que levou o governo a endurecer sua política monetária. Na quarta-feira, o executivo chinês anunciou estar disposto a recorrer, se necessário, ao controle de preços de produtos de primeira necessidade, além de matérias-primas necessárias para a produção e a energia.

Em 19 de outubro, o banco central aumentou pela primeira vez em três anos suas taxas de juros.