Banco Central da Irlanda espera grande empréstimo de UE e FMI

O diretor do Banco Central irlandês, Patrick Honohan, afirmou nesta quinta-feira que as negociações com a União Europeia (UE) e com o Fundo Monetário Internacional (FMI) podem levar a um empréstimo de "dezenas de bilhões" para seu país.

"As expectativas (da UE e do FMI), assim como as minhas, é de que um empréstimo seja colocado à disposição. É o que espero e não creio que seja algo preocupante", declarou Honohan à rádio pública RTE.

Estas declarações coincidem com a chegada de uma missão conjunta da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu (BCE) e do FMI a Dublin, para discutir as medidas necessárias para evitar o colapso do sistema bancário da Irlanda, país membro da Eurozona.

"Estas conversações são sérias e eles (UE e FMI) não enviariam uma equipe tão importante se pensassem que um empréstimo não fosse aceitável", acrescentou o diretor do BC.

Perguntado acerca do provável valor do empréstimo, Honohan disse que seria "grande".

"Estamos falando de um empréstimo importante de dezenas de bilhões" de euros, afirmou.