Chávez: América Latina não deve esperar 'grande coisa' de cúpula do G20

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que a América Latina não pode esperar "grande coisa" da cúpula do G20, que teve início nesta quinta-feira em Seul, alegando que as economias mais poderosas do planeta, que participam do encontro, não têm "vontade" de mudar.

"Além das boas posições, como as defendidas pelo presidente Lula, pela Argentina, com Cristina (Fernández de Kirchner), e por outros países, não se pode esperar grande coisa desta cúpula", declarou Chávez em uma entrevista ao jornal Correo del Orinoco, publicada nesta quinta.

"A maior parte dos países reunidos, os mais poderosos, não têm vontade de permitir mudança alguma no que chamam de 'arquitetura financeira e econômica internacional'", destacou. "Não podemos esperar nada senão de nós mesmos", concluiu Chávez.