DEM propõe salário mínimo de R$ 600 em 2011

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Paulo Bornhausen (SC), apresentou um projeto que prevê que o salário mínimo seja de R$ 600 já a partir de janeiro de 2011. Para arcar com o valor bem acima do proposto pelo governo (R$ 540), Bornhausen apresentou, no início da noite dessa terça-feira, uma emenda ao relatório preliminar do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2011, que destina R$ 12,3 bilhões do orçamento do ano que vem para este fim.

Bornhausen lembra que, segundo o relatório de receitas do orçamento aprovado na última semana em comissão do Congresso, há uma previsão de que o governo arrecade, em 2011, R$ 18,4 bilhões a mais que o previsto anteriormente. O relatório estima captação total de R$ 967,3 bilhões.

O deputado estima que o aumento no mínimo beneficiará cerca de 50 milhões de brasileiros. "De forma direta, imagina-se que 60% deste universo sejam trabalhadores formais e informais. Os beneficiários da Previdência Social que recebem até um salário mínimo como benefício previdenciário ou assistencial contribuem com cerca de 40% deste contingente", afirmou.