Desemprego no Brasil alcança menor taxa desde 2002, diz IBGE

      RIO - O desemprego em seis regiões metropolitanas do Brasil apresentou taxa de 6,2% em setembro, ante 6,7% em agosto e 7,7% no mesmo mês de 2009, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. O índice é o menor já registrado desde o início da série histórica em março de 2002.

O menor resultado antes desse havia sido registrado em agosto deste ano, com taxa de 6,7%. Em setembro do ano passado, a taxa de desocupação tinha ficado em 7,7%.

"O contingente de desocupados, estimado em 1,5 milhão no agregado das seis regiões investigadas, em comparação com agosto sofreu redução de 7,5%. Em relação ao ano anterior a queda no contingente foi mais expressiva, chegando a 17,7%, ou seja, menos 319 mil pessoas nessa condição", afirmou o instituto em nota.

O rendimento médio real dos trabalhadores foi de R$ 1.499 - um acréscimo de 1,3% na comparação com agosto e de 6,2% com setembro do ano passado. A renda média apresentou alta em todas as regiões investigadas, na comparação mensal, com destaque para Rio de Janeiro (2,7%) e Recife (1,9%).