Mercados da Ásia fecham sem direção definida

    SÃO PAULO - Os índices acionários da Ásia encerraram mais uma vez em tendência mista, nesta quarta-feira, em um dia marcado pela medida tomada pelo governo chinês, de aumentar a taxa de juros básica do país, visando controlar a inflação.

O preço das commodities da região dispararam, e isso, combinado com a desvalorização do dólar em relação às demais moedas, enfraqueceu o movimento de negócios no decorrer do dia de hoje.

Nos Estados Unidos, existe a grande expectativa de que o FED (Federal Reserve, Banco Central dos EUA) lance algum aporte sobre a economia do país, direcionado para a compra de títulos do Tesouro Nacional, com o objetivo de sobre hipotecas, empréstimos e outras dívidas das grandes corporações, para estimular o consumo da população norte-americana.

Desta forma, em Tóquio, o índice Nikkei 225 caiu 1,65%, para 9.381,60 pontos, enquanto que em Seul, o índice Kospi subiu 0,71%, para 1.870,44 pontos. Já em Xangai, o índice Xangai Composto avançou 0,07%, para 3.003,95 pontos, e em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,87%, para 23.556,50 pontos.

(Redação - Agência IN)