Governo eleva de 2% para 4% alíquota do IOF para conter queda do dólar

 O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou há pouco que dobrará a alíquota de Imposto sobre Operações Financeira (IOF) para os investimentos de estrangeiros em renda fixa no Brasil.

A partir desta terça-feira, a alíquota para essas aplicações subirá de 2% para 4%.

Os investimentos externos em ações e no mercado futuro continuarão a pagar 2%. A taxação do capital estrangeiro que entra no país está em vigor desde outubro do ano passado.

De acordo com Mantega, a medida é necessária para conter a queda dólar depois da capitalização da Petrobras, que atraiu divisas para o Brasil. “O dólar baixo prejudica as nossas exportações. Por isso, decidimos elevar o imposto”.