Pequenas empresas terão R$ 48,7 milhões do Sebrae e da CNI

SÃO PAULO, 1 de outubro de 2010 - As micro e pequenas indústrias terão R$ 48,7 milhões em recursos, nos próximos três anos, para promover a inovação. As dotações serão desembolsadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que assinaram convênio hoje com este objetivo.

"Os recursos da CNI e do Sebrae vão servir para formar indutores e promotores de projetos de inovação tecnológica, mas também para formar 18 mil empresas, capacitar nove mil empresários e, no mínimo, executar três mil projetos de inovação tecnológica", informou o presidente em exercício da CNI, Robson Braga de Andrade. Ele assinou o convênio com o diretor-presidente do Sebrae nacional, Paulo Okamotto.

De acordo com Andrade, a apresentação de projetos e a disponibilidade dos recursos já são um avanço muito grande, "considerando principalmente que as micro e pequenas empresas têm muitas dificuldades de investir em inovação, porque estão muito voltadas para o seu dia-a-dia, para o seu mercado". Segundo o presidente da CNI, "esse é exatamente o nicho de empresas em que precisamos atuar, para fazer com que dêem um salto de qualidade, de desenvolvimento de produtos para atingir um mercado maior".

O orçamento do convênio será executado a partir da análise de planos de trabalho elaborados pelos núcleos de inovação em 24 federações de indústrias dos estados. Com os recursos aprovados pelas Gerências de Políticas Industriais da CNI e do Sebrae, os núcleos criarão um portfólio de produtos que estará disponível para as empresas nesta primeira fase do programa.

(Redação - Agência IN)