FMI: austeridade afetará o crescimento econômico

       NOVA YORK - O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou nesta quinta-feira que as políticas de austeridade orçamentária, como as adotadas na Europa, pesarão mais que o habitual, a curto prazo, sobre o crescimento econômico e o emprego, que em outras conjunturas de redução de déficits.

"Nossa análise sugere que a consolidação fiscal habitualmente afeta a atividade econômica a curto prazo", advertiu o organismo multilateral em um comunicado. "Nossas conclusões sugerem que na atual situação, a consolidação fiscal provavelmente terá efeitos mais negativos a curto prazo que o usual", destaca o Fundo.