Voláteis, bolsas europeias fecham em baixa

SÃO PAULO, 29 de setembro de 2010 - Os principais índices acionários europeus encerraram a quarta-feira em baixa. O movimento vendedor prevaleceu em um dia de agenda fraca. Ao final dos negócios, o índice FTSE-100, de Londres, caiu 0,16%, aos 5.569 pontos, o CAC-40, de Paris, recuou 0,67%, aos 3.737 pontos. O DAX, de Frankfurt, teve desvalorização de 0,46% aos 6.246 pontos.

A agenda econômica do dia revelou que o crédito ao consumo no Reino Unido teve retração de 120 milhões de libras esterlinas em agosto. O resultado de agosto consiste na maior queda do indicador desde novembro de 2009.

Além disso, o índice de sentimento econômico da zona do euro teve acréscimo de 0,9 pontos em setembro deste ano, em comparação ao mês anterior, chegando aos 103,2 pontos.

O desempenho das bolsas também foi afetado pelas ações do setor bancário. Em Frankfurt, os papéis do Commerzbank tiveram queda de 1,13% e os do Deutsche Bank recuaram 2,46%.

Ainda no velho continente, uma greve contra os planos de austeridade dos governos europeus dissemina cautela em relação às economias dos países.

Já no cenário norte-americano, hoje foi divulgado que o número de empréstimos hipotecários recuou 0,8% na semana encerrada dia 24 de setembro, com ajustes sazonais, em comparação a semana anterior. Em base ajustada, o índice caiu 1%.

O índice de refinanciamento diminuiu 1,6%, recuando pela quarta semana. O índice de compra, ajustado sazonalmente, cresceu 2,4%. O valor foi impulsionado pelo acréscimo de 4,5% nos pedidos de compra do governo, enquanto que os pedidos de compra convencional subiu 0,8%. O índice de compra não ajustado aumentou 1,5%.

(HD - Agência IN)