Sabesp anuncia investimentos em São José dos Campos

SÃO PAULO, 24 de setembro de 2010 - A Secretaria de Saneamento e Energia, por meio da Sabesp, assina hoje, convênio com a Prefeitura de São José dos Campos, Parque Tecnológico e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para a instalação do Centro de Desenvolvimento de Tecnologias em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, que terá a Sabesp como âncora.

Os investimentos iniciais da Sabesp no Centro de Desenvolvimento estão estimados em R$ 450 mil e cobrem custos com equipamentos de informática e imobiliário. O espaço inicial de 147 m2 - instalado no Parque Tecnológico - será a contrapartida da prefeitura. Uma comissão de gestão definirá quais pesquisas serão realizadas.

A criação do Centro de Desenvolvimento de Tecnologias em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental é imprescindível para o desenvolvimento de novas tecnologias para tratamento de água e de resíduos sólidos, com objetivo de reduzir gastos com energia, produtos químicos, além de custos operacionais.

Entre os trabalhos que poderão ser desenvolvidos no Centro estão pesquisas sobre a utilização de membranas filtrantes, automação de processos, modelos de gestão, medição pré paga de consumo, poluição difusa no eixo da rodovia Presidente Dutra, aquíferos subterrâneos, balanço ambiental.

No evento, serão anunciadas importantes obras de despoluição da bacia do rio Paraíba do Sul, que terão papel fundamental no alcance da universalização dos serviços de saneamento ambiental na região, ou seja, 100% de coleta e 100% de tratamento de todo o esgoto da região.

As obras de ampliação da estação de tratamento de esgotos (ETE) Lavapés, em São José dos Campos, na qual a companhia está investindo R$ 38,6 milhões.

Estão sendo finalizadas as obras de implantação da EEE Vidoca, com investimentos totais de R$ 10,2 milhões, que permitirá o recalque dos esgotos para o tratamento na ETE Lavapés. A importância da elevatória está na ampliação dos níveis de tratamento no município, que terá um incremento no tratamento de esgotos no município passando de 45% para 85%. E de 73 % para 90% na região do Vale do Paraíba.

Outra grande conquista será o anúncio da publicação do edital de licitação para a implantação do sistema de tratamento Pararangaba, avaliado em mais de R$ 94 milhões, que atenderá a região Leste, a partir de 2014. Com esta etapa concluída, o município passará a ter 100% dos seus esgotos tratados.

(Redação - Agência IN)