Indicadores positivos impulsionam bolsas europeias

SÃO PAULO, 24 de setembro de 2010 - Os principais índices acionários europeus encerraram a sexta-feira com fortes altas. O movimento foi reflexo de indicadores positivos da Alemanha, que diminuíram os temores quanto à recuperação da economia do continente.

Ao final do pregão, o índice FTSE-100, de Londres, avançou 0,93%, aos 5.598 pontos, o CAC-40, de Paris, subiu 1,94%, aos 3.782 pontos. O DAX, de Frankfurt, teve valorização de 1,84% aos 6.298 pontos.

A agenda do dia revelou que o índice de preços das importações na Alemanha avançou 8,6% em agosto de 2010, em relação ao mesmo mês do ano anterior. De julho a agosto, o índice caiu 0,2%. Já o índice de preços dos produtos exportados cresceu 4,2% em agosto, na comparação com a igual época de 2009. Este foi o maior aumento desde junho de 1982, quando registrou acréscimo de 4,3%.

Além disso, o índice de sentimento econômico do empresário alemão (IFO) avançou para 106,8 pontos em agosto deste ano, registrando acréscimo de 0,1 ponto percentual ante os 106,7 pontos registrados em agosto.

Em Frankfurt, as ações da Lucent subiram 7,5% e as do Credit Agricole tiveram elevação de 5% ao final dos negócios.

Já no cenário norte-americano, o destaque ficou por conta das vendas de imóveis novos que registraram estabilidade em agosto deste ano, em relação ao mês anterior, de acordo com informações divulgadas há pouco pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos. O mercado projetava expansão em torno de 7%.

(Redação - Agência IN)