Eleições terão 195 mil novas urnas

SÃO PAULO, 24 de setembro de 2010 - Acaba de ser concluída a produção das 194.665 urnas eletrônicas modelo 2009 (UE 2009), que serão utilizadas nas eleições gerais de outubro. Os equipamentos - que vêm acoplados a um leitor biométrico para identificação dos eleitores por meio das impressões digitais - foram produzidos pela Fábrica das Urnas, localizada na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG).

Durante todo o período de fabricação dos equipamentos, uma equipe de auditoria do Tribunal acompanhou os trabalhos. O objetivo foi certificar que a produção das urnas eletrônicas ocorreu conforme os procedimentos especificados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no Edital de Licitações.

Todos os tribunais regionais eleitorais (TREs) já receberam as novas urnas eletrônicas para a votação de outubro. O último lote será encaminhado ao TSE nos próximos dias é ficará armazenado como reserva técnica, para eventual substituição de urnas que apresentarem falhas.

Ao todo, nestas eleições, serão utilizadas cerca de 480 mil urnas eletrônicas, sendo 194.665 do modelo UE 2009 e o restante de modelos anteriores, com menos de 10 anos de uso, e que estejam em excelente estado.

Para a aquisição dos novos equipamentos, o TSE investiu R$ 236 milhões. Cada urna modelo 2009 custou R$ 1.214,58, menos que o valor pago nas três últimas eleições. Em 2008, o valor unitário foi R$ 1.724,94. Em 2006, R$ 1.825,89 e, em 2004, R$ 1.454,43.

Com essa compra, a Justiça Eleitoral dispensa a utilização das urnas modelo 1998, que no primeiro turno das eleições municipais de 2008 apresentaram incompatibilidade com os programas atuais e tiveram de ser substituídas por outras urnas eletrônicas ou até por urnas de lona, em Goiás e no Pará.

(Redação - Agência IN)