Economia argentina cresceu 8,1% en julho, afirma Indec

SÃO PAULO, 24 de setembro de 2010 - A atividade econômica da Argentina cresceu 8,1% em julho na comparação com o mesmo mês de 2009, informou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec).

Em relação a junho, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 0,2%, segundo o órgão.

No acumulado dos sete meses de 2010, a atividade aumentou 9,2% em relação a igual período do ano anterior.

Os dados correspondem à Estimativa Mensal de Atividade Econômica (Emae), um indicador que o Indec divulga antes da divulgação trimestral da evolução do PIB.

A economia argentina, a terceira da América Latina, registrou um crescimento de 11,8% no segundo trimestre e de 9,4% no acumulado do primeiro semestre, na comparação com igual período do ano anterior, respectivamente, segundo dados do Indec.

A produção industrial cresceu 10% em agosto em relação a igual mês de 2009 e subiu 2% em relação a julho, informou o Indec.

Contudo, nos primeiros oito meses de 2010, a indústria acumulou um avanço de 9,4% em relação a igual período do ano anterior.

A utilização da capacidade instalada na indústria ficou em 79,1% em agosto.

O crescimento da atividade manufatureira voltou a ser liderada pela indústria automobilística com uma alta de 49,8% no mês passado em relação ao mesmo mês de 2009.

A indústria argentina encerrou 2009 com um avanço de 0,4%, em meio à crise global, segundo dados oficiais.

(Redação com AFP - Agência IN)