Distribuição de renda nos EUA favorece ricos, diz Paul Volcker

 

O conselheiro econômico do presidente Barack Obama, Paul Volcker, disse nesta quarta-feira que a distribuição de renda nos Estados Unidos ocorre há quase uma década da classe média para os ricos.

"Tivemos uma enorme redistribuição de renda, do americano médio para o americano rico", afirmou Volcker em entrevista à rede Fox Business.

Volcker respondia a uma pergunta sobre exonerações de impostos acordados em 2001 e 2003 pelo ex-presidente George W. Bush a todos os contribuintes, que a imensa maioria dos economistas estima que favoreceram principalmente os mais ricos.

"Essa foi a maior redistribuição de renda de nossa história - que eu saiba - da família americana média para um pequeno grupo de ricos", declarou Volcker, que presidiu o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de 1979 a 1987.

Segundo o economista, a ideia de Obama de pôr fim a essas exonerações para as famílias mais ricas (de mais de 250.000 dólares de renda anual), apesar de ser positiva, não inverteria a tendência.

"O que se propõe não vai mudar a redistribuição da renda para o setor mais rico da sociedade americana", advertiu.

A renda real média nos Estados Unidos caiu 2,7% entre 2001 e 2009. Nesse período, a dos 20% dos americanos mais pobres caiu 6,1%, enquanto que a dos 5% dos americanos mais ricos reduziu-se apenas 1,3%.