Checkauto aponta restrições em 90% dos veículos

SÃO PAULO, 22 de setembro de 2010 - Do total de veículos consultados no site da Checkauto - www.checkauto.com.br - no mês de agosto, 90% apresentaram algum tipo de restrição que altera o valor final do bem. Em comparação ao mesmo mês do ano passado, este número subiu 31%. Se somado o valor de cada uma das restrições apontadas pela análise da Checkauto, os clientes evitaram um prejuízo de R$ 19 milhões. O montante corresponde a uma economia média de R$ 82 a cada R$1 investido no serviço.

Dentre os itens apontados pela pesquisa, destaca-se a alienação ou arrendamento do bem, ou seja, veículos em nome de terceiros, que representou 46% dos veículos checados. Restrições oficiais (administrativas, judiciais e tributárias) foram identificadas em 33% das consultas. Já alterações na quilometragem do veículo representaram 16% do total. Adulterações em geral (Carroçaria, Motor, Agregados e Documentação) e Histórico de Ocorrências (Acidente, Roubo e Furto, Leilão, Baixa e Regravação), apareceram, respectivamente, em 2,32% e 8,47% das consultas.

Em agosto, foram mais de R$ 11 milhões de prejuízo evitado somente em veículos identificados com algum tipo de dano ou acidente - valor 20% maior em comparação ao mês anterior.

"No mês de agosto, identificamos uma elevação de 13% em restrições médias e graves, ou seja, com grande impacto no valor do bem. Por este motivo, a economia média de julho, de R$ 75 por R$ 1 investido na pesquisa, saltou para R$ 82 a cada R$ 1. Desta forma, reforçamos o objetivo da empresa de oferecer um serviço que permita ao consumidor realizar o melhor negócio, sem prejuízos e contratempos para o comprador", ressalta Vladimir Pinheiro, gerente da Checkauto.

(Redação - Agência IN)