Vale e Petrobras penalizam Ibovespa

SÃO PAULO, 17 de setembro de 2010 - Afetado mais uma vez pelo desempenho das ações da Vale e da Petrobras, o principal índice acionário da BM&FBovespa opera em baixa nesta sexta-feira. Instantes atrás, o Ibovespa tinha queda de 0,77%, aos 67.143 pontos. O giro financeiro da bolsa estava em R$ 1,971 bilhão.

Os papéis na Petrobras (PN) sentem novamente o impacto da capitalização e operavam momentos atrás com perdas de 0,19%. Para Bruno Lembi, sócio da M2 Investimentos, as ações da empresa estão sofrendo nos últimos dias. "Houve uma queda muito forte devido às expectativas quanto ao processo. Há espaço para mais baixas no curto prazo", explicou.

Além disso, os papéis da Vale (PNA) também apresentam desempenho fraco. Há pouco, tinham queda de 0,59%. Segundo Lembi, mesmo com notícias positivas da China, os papéis da companhia ainda sofrem ajustes no mercado.

Ainda no cenário interno, a Hypermarcas anunciou contrato de venda e compra de ações e outras avenças entre a companhia e acionistas titulares de ações ordinárias representativas de 99,136% do capital social votante e total da York Indústria e Comércio. Instantes atrás, as ações da empresa tinham elevação de 0,04%.

E a OGX Petróleo e Gás Participações concluiu o teste de formação a poço revestido realizado no poço 1OGX14RJS, localizado no bloco BMC40, em águas rasas da Bacia de Campos. Os papéis da empresa, há pouco, tinham retração de 1,12%.

Já no ambiente externo, o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) norte-americano aumentou 0,3% em agosto (dados dessazonalizados) deste ano. Nos últimos 12 meses, o índice cresceu 1,1%.

Por fim, a confiança do consumidor norte-americano recuou para 66,6 pontos em setembro deste ano contra leitura de 68,9 pontos apurada um mês antes.

Para Lembi, os investidores trabalham com a expectativa de um novo pacote de estímulo, do governo norte-americano. "Apesar dos dados negativos, o viés é positivo, já que o mercado espera que o Fed [Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos], anuncie na semana que vem novas medidas de estímulo", completou.

(Humberto Domiciano - Agência IN)