Dados negativos afetam bolsas europeias

SÃO PAULO, 17 de setembro de 2010 - Indicadores negativos na Europa e nos Estados Unidos afetaram os principais índices acionários europeus nesta sexta-feira. Ao final do pregão, o índice FTSE-100, de Londres, caiu 0,57%, aos 5.508 pontos, o CAC-40, de Paris, recuou 0,38%, aos 3.722 pontos. O DAX, de Frankfurt, teve desvalorização de 0,64% aos 6.209 pontos.

A agenda econômica do dia revelou que o índice de preços ao produtor da Alemanha cresceu 3,2% em agosto de 2010 em relação ao mesmo período do ano anterior. Em julho, a taxa anual de variação foi 1,7%.

Além disso, no mês de julho de 2010, a conta corrente (corrigida sazonalmente) da zona do euro registrou um déficit de ?3,8 bilhões. No acumulado de 12 meses, também corrigido sazonalmente, a conta corrente no mês de julho de 2010 registrou déficit de ? 49,8 bilhões, frente ? 130,4 bilhões no mesmo intervalo no ano passado.

Já a atividade da indústria de construção na zona do euro, tanto no setor público como privado, caiu 3,1% no mês de julho de 2010, em comparação com o mês anterior. Em junho, a produção registrou crescimento de 1,8%. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o indicador recuou 7,5%.

Já no cenário norte-americano, as notícias também foram negativas. Por lá, o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) norte-americano aumentou 0,3% em agosto (dados dessazonalizados) deste ano.

E a confiança do consumidor norte-americano recuou para 66,6 pontos em setembro deste ano, contra leitura de 68,9 pontos apurada um mês antes. O dado ficou abaixo do esperado pelo mercado, que estimava expansão para 70 pontos.

Para Bruno Lembi, sócio da M2 Investimentos, os investidores esperam por novos anúncios de estímulos do governo norte-americano à economia. "Apesar dos dados negativos, o viés é positivo, já que o mercado espera que o Fed [Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos], anuncie na semana que vem novas medidas de estímulo", afirmou.

(Humberto Domiciano - Agência IN)