BB-BI avalia como positivo conclusão de teste da OGX

SÃO PAULO, 17 de setembro de 2010 - Em relação a conclusão do teste de formação a poço revestido pela OGX Petróleo e Gás Participações (OGXP3), o Banco do Brasil Banco de Investimentos (BB-BI) avaliou a notícia como positiva para a empresa.

A companhia informou hoje que finalizou o teste no poço 1OGX14RJS, localizado no bloco BMC40, em águas rasas da Bacia de Campos. A OGX detém 100% de participação neste bloco. O poço OGX14, prospecto Pero, foi perfurado até uma profundidade de 3.067 metros tendo encontrado duas diferentes acumulações de hidrocarbonetos em reservatórios carbonáticos da seção albiana, conforme anunciado nos dias 28 de junho e 15 de julho de 2010. Foi realizado um teste de formação a poço revestido nos reservatórios carbonáticos da primeira acumulação albiana, objetivando verificar as características destes reservatórios em condições dinâmicas.

"A notícia é posiva não apena por conta da produtividade estimada, mas também em razão da boa qualidade do óleo, acima das verificadas nos reservatórios vizinhos de Peregrino e Polvo", destacou Nelson Rodrigues de Matos, em relatório do BB-BI.

O teste foi considerado conclusivo e os dados de pressões, vazões e as condições permo-porosas confirmam um potencial de produção de 3.000 barris de petróleo por dia em poço vertical. A OGX planeja desenvolver esse campo através de poços horizontais e estima-se que a capacidade por poço poderá ser aumentada em até cinco vezes, apontando para um potencial produtivo em torno de 15.000 barris por dia.

(Redação - Agência IN)