Standard and Poor's melhora nota da dívida argentina

Agência AFP

BUENOS AIRES - Standard & Poor's elevou a nota da dívida soberana da Argentina de "B-" para "B", informou nesta segunda-feira a agência de classificação de risco, em Buenos Aires.

A decisão é baseada "na melhoria do perfil financeiro do país graças a uma queda nos níveis da dívida e à redução da pressão sobre a liquidez a curto prazo", destaca o comunicado.

"A combinação de uma forte recuperação econômica em 2010 apoiada por condições externas favoráveis (...) contribuem para a redução do risco", disse Sebastián Briozzo, analista da Standard & Poor's.

A agência destaca que "o governo argentino foi capaz de reduzir o nível da dívida em termos do PIB e melhorar seu perfil de vencimentos nos últimos anos".

Em junho passado, o governo da presidente Cristina Kirchner fechou a troca da dívida por 30 bilhões de dólares, com aceitação de 66% sobre os títulos em moratória desde 2001, quando o país declarou um 'default' de 90 bilhões de dólares.

A transação de junho passado envolveu os credores que não aceitaram a troca da dívida promovida em 2005 pelo então presidente, Néstor Kirchner, que teve uma adesão de 76% sobre o total dos bônus em "default".

Segundo a Standard & Poor's, "os principais vencimentos nos próximos três anos estão relativamente sob controle e representam cerca de 3% do PIB".