Dilma pede novo direito de resposta sobre conta de luz

SÃO PAULO, 13 de setembro de 2010 - A coligação Para o Brasil Seguir Mudando, da candidata à presidência da República Dilma Rousseff, ajuizou nova representação, com pedido de direito de resposta, contra propaganda eleitoral na televisão da coligação O Brasil Pode Mais, do candidato José Serra (PSDB), informou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Desta vez, a coligação Para o Brasil Seguir Mudando pede direito de resposta pela veiculação de inserção de 15 segundos, durante os dias 9 e 10 de setembro, a qual afirmaria: "A Dilma aumentou a conta de luz". Sustenta que a afirmação é inverídica, pois quem detém a competência para regulamentar o setor, inclusive para reajuste de tarifas, é a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para a coligação de Dilma, conforme jurisprudência do TSE, "ataques que ultrapassem os limites da crítica política e que atinjam a imagem do candidato deverá ensejar a resposta no mesmo tempo utilizado para a ofensa". No caso, a coligação sustenta que a coligação de José Serra utilizou 255 segundos com a veiculação da inserção.

Na sexta-feira (10), o ministro do TSE Joelson Dias já havia negado direito de resposta idêntico, referente à inserção veiculada nos dias 8 e 9 de setembro, com os mesmos argumentos. O ministro Joelson Dias também é o relator deste novo pedido de resposta.

(Redação - Agência IN)