Após quatro baixas, preço do etanol volta a subir

S O PAULO, 9 de setembro de 2010 - Após constantes quedas, o preço cobrado pelo litro do etanol voltou a subir em todo o País. Segundo o Índice de Preços Ticket Car (IPTC), quem optou pelo combustível vegetal para encher o tanque em agosto, pagou 1,37% a mais, em média R$ 1,87/l. Mesmo assim, o derivado da cana-de-açúcar segue vantajoso em 14 estados da federação. Com aumento de 0,79%, a gasolina teve preço médio de R$ 2,72, sendo a melhor opção para quem tem carro flex no Distrito Federal e mais 12 localidades.

Com as alterações, as médias por litro são: gasolina R$ 2,72; etanol R$ 1,87; diesel R$ 2,10; biodiesel R$ 2,07 e GNV R$ 1,72 o m³.

O IPTC revela ainda que, Goiás lidera a lista de vantagem para abastecimento com etanol, com diferença sobre a gasolina de 56%, seguido por São Paulo e Mato Grosso, com vantagens de 57% e 58%, respectivamente. "É preciso tomar cuidado, pois, apesar de mais barato, a autonomia do veículo com o etanol é em média, 30% menor", explica Eduardo Lopes, coordenador de Produto do Ticket Car.

Para saber qual combustível é o mais vantajoso, basta dividir o preço do derivado da cana-de-açúcar pelo da gasolina. "Resultados inferiores ou iguais a 70%, opte pelo combustível vegetal, caso contrário, o derivado do petróleo é a melhor opção", completa. "Contudo, é sempre bom lembrar que, mesmo nos casos de vantagem da gasolina, o etanol é ambientalmente mais indicado", ressalta Lopes.

Consulte a tabela abaixo ou o site www.ticket.com.br/ticketcar para saber qual o combustível mais econômico em sua região. O Ticket Car faz mensalmente esse levantamento. Profissionais verificam, junto aos mais de oito mil postos credenciados à sua rede, os preços médios dos combustíveis nos 26 Estados brasileiros, além do Distrito Federal.

(Redação - Agência IN)