Zoneamento agrícola para feijão caupi é aprovado

S O PAULO, 31 de agosto de 2010 - Entre as orientações divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para prevenir perdas na lavoura por fenômenos climáticos está o zoneamento agrícola. As recomendações para o plantio do feijão caupi no Piauí e Maranhão foram publicadas nas portarias 290 e 291, no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira.

Cultivado principalmente no semiárido e em pequenas áreas da Amazônia, o feijão caupi, conhecido também como feijão-de-corda ou macassar, é fonte de proteínas e alimento básico de grande parte da população do Nordeste. São desaconselhados os solos com profundidade inferior a 50 centímetros ou pedregosos. O caupi desenvolve-se bem em temperaturas médias anuais entre 18ºC e 34ºC e exige um mínimo de 300 mm de precipitação (chuva) ao longo do ciclo vegetativo.

Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indicam que a produção do feijão em 215 mil hectares no Piauí alcançou, no ano passado, 35,4 mil toneladas. O Maranhão produziu 31 mil toneladas em 85 mil hectares.

(Redação - Agência IN)