Projeções de juros dos DIs recuam na BM&F

S O PAULO, 27 de agosto de 2010 - Os prêmios dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) abrem sinalizando queda na maioria dos vencimentos. Na BM&FBovespa, o DI com vencimento em janeiro de 2011 apontava taxa anual de 10,69%, ante 10,70% do ajuste anterior. Janeiro de 2013 projetava juro de 11,44%, contra 11,46% do fechamento da véspera.

Sem agenda econômica interna, o destaque do dia são os indicadores nos EUA, dentre eles, o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos que apontou crescimento de 1,6% no segundo trimestre deste ano, ante prévia de 2,4%. A revisão veio melhor do que o esperado por analistas, que estimavam expansão de 1,4%.

Outro destaque do dia é a participação do presidente do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central do país), Ben Bernanke, em evento falando sobre economia as 11h00.

Por aqui, os agentes estão se preparando para reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) na próxima semana, que definirá o rumo da taxa Selic fixada em 10,75% ao ano. A ala majoritária do mercado, aposta na manutenção da Selic, levando em consideração as incertezas externas, no entanto, acreditam que a autoridade monetária deve retomar com altas de juros ainda no primeiro trimestre de 2011.

Já os consultores da LCA comentam que diante dos dados sobre emprego e renda no Brasil o colegiado do Banco Central (BC) deve optar por uma nova elevação de 0,50 ponto percentual na taxa Selic, por outro lado, esses profissionais admitem que há chances de manutenção.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)