Iron Mountain registra aumento de 9% no lucro operacional

S O PAULO, 23 de agosto de 2010 - A Iron Mountain, empresa de tecnologia para a guarda, proteção e gerenciamento de informações, acaba de anunciar os resultados financeiros do segundo trimestre desse ano, encerrado em 30 de junho. Os números indicam crescimento de 5% do faturamento, e de 9% do lucro operacional, em comparação ao segundo trimestre de 2009.

Esses resultados são frutos das iniciativas de melhoria de eficiência operacional, que se traduziram em ganhos substanciais de margem bruta, de acordo com comunicado da empresa. Ganhos no lucro operacional e gastos de capital controlados conduziram um fluxo de caixa livre (FCF) de US$ 141 milhões acumulados em 2010, antes das aquisições e investimentos. A empresa manteve sua previsão de lucro para o ano de 2010 e ajustou sua previsão de receita para refletir os impactos das flutuações recentes da taxa de câmbio e das tendências de crescimento interno.

"A Iron Mountain continuou a demonstrar a atratividade de seu modelo de negócios ao entregar fluxo de caixa e lucro sólidos, mesmo com os fatores macroeconômicos que ainda restringem o crescimento", afirma Bob Brennan, presidente e CEO da Iron Mountain. "Operacionalmente, os negócios estão indo muito bem, gerando os recursos necessários para investir na nossa agenda de crescimento e posicionando a empresa de maneira destacada. Certamente, entregaremos um valor consideravelmente melhor quando a economia mundial se recuperar inteiramente dos impactos da crise", destaca.

A Iron Mountain registrou receita consolidada total de US$ 780 milhões para o segundo trimestre, que representa aumento de 5% sobre o mesmo período do ano anterior, e é suportado por crescimento de 2% da receita total. O aumento interno da receita de armazenamento foi de 3%, com ganhos moderados por fatores econômicos, que restringiram o aumento do volume de armazenamento nos últimos trimestres.

O lucro líquido para o segundo trimestre de 2010 incluiu US$ 4 milhões de outras despesas, comparado aos US$ 18 milhões de outros rendimentos incluídos no lucro líquido do mesmo período de 2009. Ambos os valores estão relacionados às mudanças nas taxas cambiais estrangeiras.

(Redação - Agência IN)