Investidor volta do feriado atento ao cenário externo

S O PAULO, 8 de setembro de 2010 - Os investidores voltam do feriado prolongado atentos aos rumores apontando que o presidente norte-americano, Barack Obama, poderá anunciar hoje novas medidas de estímulo econômico, no valor total de US$ 300 bilhões, além dos US$ 50 bilhões anunciados na segunda-feira (06). Instantes atrás, o dólar comercial subia 0,29%, para R$1,730 na compra e R$1,732 na venda.

Hoje, os mercados financeiros internacionais iniciaram o dia com sinais negativos, indicando a continuidade das preocupações com o sistema bancário europeu, que ontem voltaram a incomodar os investidores. No entanto, diante da expectativa de novas medidas de estímulo econômico, os principais ativos globais sinalizavam há pouco recuperação.

Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK avalia que se ao longo do dia as disposições globais para o risco permanecerem melhorar, o Banco Central (BC) pode ter dificuldades em segurar o câmbio nos intervalos atuais e as cotações podem se aproximar ainda mais do patamar de R$1,70. E neste caso poderá reforçar as compras diárias, além de voltar a sinalizar a realização de leilões de swap cambial reverso (modalidade em que as instituições financeiras compram contratos e recebem uma taxa de juros e o BC ganha a variação cambial no período dos contratos).

Já se os investidores reforçarem as posições defensivas nos mercados internacionais, o BC pode conseguir manter as cotações entre R$ 1,72 e R$ 1,74, apenas aumentando um pouco as compras diárias.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)