Intel e Nokia criam primeiro laboratório em conjunto

S O PAULO, 24 de agosto de 2010 - A Intel Corporation, Nokia e a Universidade de Oulu (localizada na Finlândia) anunciaram nesta terça-feira a inauguração oficial do Centro Conjunto de Inovação da Intel e da Nokia. Ele empregará cerca de doze profissionais de P&D e torna-se o mais novo membro da Rede Europeia de Pesquisas da Intel, a Intel Labs Europe.

Inicialmente, segundo comunicado pela Intel, o laboratório realizará pesquisas referentes a novas e atraentes experiências móveis para o usuário, aproveitando as capacidades cada vez melhores dos dispositivos móveis. A criação de interfaces mais próximas às interações do mundo real pode possibilitar experiências mais naturais e intuitivas, da mesma maneira que os jogos e filmes modernos estão mais cativantes por meio do uso de gráficos 3-D super-realistas.

Segundo Justin Rattner, chefe do departamento de tecnologia da Intel e diretor da Intel Labs, "acreditamos que ao combinar nossa experiência técnica coletiva, Intel e Nokia podem atingir mais do que qualquer uma delas conseguiria sozinha". Rattner acrediat que a inclusão da base de conhecimentos encontrada na Universidade de Oulu fornece uma oportunidade empolgante para a colaboração na criação de inovadores resultados de pesquisas.

O novo laboratório está alinhado com a plataforma de código aberto MeeGo lançada recentemente por Intel e Nokia. A MeeGo oferece a melhor flexibilidade para o desenvolvimento de novas experiências 3-D para dispositivos móveis, já que boa parte das atividades de pesquisa do laboratório serão em código aberto.

Outra área de pesquisa potencial que o novo centro poderia explorar se refere às tecnologias que permitem visualização de hologramas 3-D da pessoa com a qual você conversa por telefone, capacidade encontrada apenas em filmes de ficção científica. Os consumidores se sentem mais envolvidos e engajados com suas experiências móveis do que com os métodos atuais.

"A tecnologia 3-D poderia mudar a maneira como usamos nossos dispositivos móveis e tornar a nossa experiência com eles muito mais cativante", declarou Rich Green, vice-presidente sênior e chefe do departamento de tecnologia da Nokia. "Nosso novo laboratório em conjunto com a Intel utiliza a experiência da comunidade de pesquisa de Oulu com interfaces 3-D e, com o passar do tempo, estabelecerá uma base importante para o futuro das experiências móveis".

(Redação - Agência IN)