INCC-M desacelera em agosto para 0,22%

S O PAULO, 26 de agosto de 2010 - O Índice Nacional de Custo da Construção - M (INCC-M) registrou, em agosto, taxa de variação de 0,22%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,62%, segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,38%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,48%. No índice referente a Mão de Obra, registrou-se variação de 0,06%. No mês de julho, a taxa foi de 0,77%.

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou variação de 0,32%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,53%. Dois dos quatro subgrupos apresentaram decréscimos em suas taxas de variação, com destaque para materiais para estrutura, cuja taxa passou de 0,72% para 0,30%. Contribuiu também para o recuo da taxa do índice o subgrupo materiais para acabamento, que passou de 0,30% para 0,12%.

A parcela relativa a Serviços passou de uma taxa de 0,27%, em julho, para 0,60%, em agosto. Neste grupo, vale destacar a aceleração do subgrupo serviços técnicos, cuja taxa passou de 0,36% para 1,49%.

Já no grupo Mão de Obra registrou variação de 0,06%, em agosto. No mês passado, a taxa havia sido de 0,77%. A desaceleração foi conseqüência de impactos decrescentes de reajustes salariais ocorridos em Porto Alegre, onde a taxa passou de 4,24% para 0,23%.

Em relação as capitais, cinco apresentaram desaceleração: Salvador, Brasília, Recife, Porto Alegre e São Paulo. Em sentido oposto, Belo Horizonte e Rio de Janeiro tiveram aceleração.

(Redação - Agência IN)