Fed aprova compra de 10% do Morgan Stanley pelo fundo chinês CIC

S O PAULO, 31 de agosto de 2010 - O Federal Reserve (Fed,o Banco Central norte-americano) aprovou nesta terça-feira a compra de 10% das ações com direito a votos do Morgan Stanley pelo banco de investimentos chinês China Investment Corporation (CIC).

O CIC é um fundo soberano, organizado pelo governo chinês com o objetivo de investir suas reservas cambiais. A entidade controla Central SAFE Investments Limited (Huijin, na sigla em chinês), também de Beijing, uma companhia de investimento do governo chinês de propriedade organizada para investir em instituições financeiras chinesas. Huijin detém participações de controle em três bancos chineses que operam serviços bancários nos Estados Unidos: o Bank of China, o China Construction Bank e o Industrial and Commercial Bank of China, todos também de Beijing.

Em dezembro de 2007, o CIC, principalmente através de uma subsidiária não-bancária, investidos em units compostas de títulos preferenciais do Morgan Stanley e de um acordo de compra de ações para adquirir as ações ordinárias de voto do Morgan Stanley em agosto de 2010, sujeito a determinadas condições.

Porém, nessa época, a operação da época entre o CIC e o Morgan Stanley não precisava de revisão ou de aprovação pela Diretoria do Fed. Entretanto, como o Morgan Stanley é agora uma holding bancária e CIC está agora sujeita à Lei de BHC, como se fosse uma holding bancária, como resultado da aquisição da Huijin, a CIC tinha que receber a aprovação da Diretoria, para possuir ou controlar mais de 5% ou mais das ações ordinárias do Morgan Stanley.

A instituição bancária norte-americana possui ativos totais consolidados de cerca de US$ 626 bilhões, com dezenas de negociações financeiras nos Estados Unidos e no exterior.

(SV - Agência IN)