Bernanke leva alívio e bolsas da Europa sobem

S O PAULO, 27 de agosto de 2010 - No último dia da semana, o movimento foi de alívio nas principais bolsas de valores europeias, após sofrerem perdas significativas ao longo da semana. O discurso de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), além de indicadores positivos na região, alavancaram ganhos na sessão de hoje.

Em meio ao cenário, o índice FTSE-100, de Londres, avançou 0,89% aos 5.201 pontos. O CAC-40, de Paris, cresceu 0,93%, aos 3.307 pontos e o DAX, de Frankfurt, ganhou 0,65% aos 5.951 pontos.

O grande destaque do dia veio dos Estados Unidos. Pela manhã, Ben Bernanke disse que apesar de problemas correntes na economia norte-americana, o crescimento tem sido constante, ainda que moderado, e que o fortalecimento da economia virá mesmo em 2011. Além disso, em relação às medidas que o mercado estava esperando, o presidente disse ainda que a política monetária está em linha com o previsto, utilizando várias ferramentas para promover a continuação da recuperação econômica, e que, se necessário, será feito um estímulo adicional.

Ainda nos Estados Unidos, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) foi revisado para 1,6% no segundo trimestre deste ano. A revisão veio melhor do que o esperado por analistas, que estimavam expansão de 1,4%.

No velho continente, o PIB do Reino Unido registrou acréscimo de 1,2% no segundo trimestre deste ano, na comparação com os três meses imediatamente anteriores. E na Alemanha, o índice de preços das importações avançou 9,9% em julho de 2010, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

(Redação - Agência IN)