Setor de franquias continua forte no mercado brasileiro

S O PAULO, 16 de agosto de 2010 - O setor de franquias continua forte no mercado brasileiro, de modo que a expectativa de crescimento no terceiro trimestre é de 6,1%, ante 4,1% do segundo trimestre deste ano, avalia Ricardo Bomeny, presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

A ABF divulgou os resultados da pesquisa sobre o desempenho do setor de franquia no segundo trimestre de 2010. Em sua 13ª edição, o estudo que é realizado em parceria com o Provar - Programa de Administração de Varejo, da Fundação Instituto de Administração (FIA) e Felisoni Consultores Associados, avaliou os resultados a partir de uma amostra de 54 redes de franquias.

A amostra conta com empresas dos seguintes ramos de atividade: acessórios pessoais e calçados; alimentação; bebidas, cafés, doces e salgados; beleza, saúde e produtos naturais; construção e imobiliárias; cosméticos e perfumaria; educação e treinamento; entretenimento, brinquedos e lazer; escolas de idiomas; limpeza e conservação; móveis, decoração e presentes; negócios, serviços e conveniência, serviços automotivos e vestuário.

"Nesta pesquisa calculamos a tendência de crescimento trimestral dos últimos anos, iniciando no primeiro trimestre de 2007. Assim, vemos uma tendência de crescimento do faturamento trimestral da ordem de 4,1% no período, destacando-se o segmento de franquias de serviços, com tendência de crescimento de 5% ao trimestre", afirma o Professor Nuno Manoel Martins Dias Fouto, coordenador da pesquisa pelo PROVAR/FIA. Segundo Fouto isso significa que o segmento de serviços mais do que dobrou o faturamento trimestral nos últimos quase quatro anos.

A ABF fez a revisão dos números gerais setor de franquias, a expectativa de crescimento no faturamento anual é de 18,7% em 2010, acrescenta Bomeny.

(Redação - Agência IN)