Minas Gerais pode obter recorde na produção de cana

SÃO PAULO, 8 de setembro de 2010 - Minas Gerais pode alcançar um novo recorde na produção de cana-de-açúcar destinada às atividades sucroalcooleiras. Esta previsão é da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com base na estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de que a safra de cana no Estado, em 2010/2011, deve alcançar 58,1 milhões de toneladas, volume 16,50% superior ao registrado no período anterior.

De acordo com o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, "a produção mineira de cana-de-açúcar alcançava 18,2 milhões de toneladas em 2002 e saltou para 47 milhões em 2008, um acréscimo de 158%. Na safra de 2009/2010, avançou até 49,9 milhões de toneladas, e a estimativa com base no estudo feito entre 1º e 20 de agosto mostra nova expansão".

Ele destaca também a estimativa de aumento da área plantada de cana-de-açúcar para 706,6 mil hectares, que corresponde a um avanço de 20,0%, apesar da retração de 3,0% no rendimento das lavouras.

Albanez ainda explica que Minas Gerais conta com a segunda maior área ocupada com cana-de-açúcar no país, atrás de São Paulo, que dispõe de 4,4 milhões de hectares. Paraná, Goiás e Alagoas completam o grupo dos grandes produtores. Em todo o país, a área destinada ao setor sucroalcooleiro alcança 8,2 milhões de hectares ou 10,2% mais que a área anterior.

De acordo com a estimativa da Conab, na safra 2010/2011, Minas Gerais vai destinar 32,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para a produção de álcool. Este volume equivale a cerca de 9,0% do total destinado pelo Brasil para as usinas de álcool. Já para a transformação em açúcar, o volume a ser encaminhado por Minas deve alcançar 25,5 milhões de toneladas, equivalentes a 8,6% do volume reservado pelo Brasil para a mesma finalidade.

(Redação - Agência IN)