Márcio Fortes cobra definição de SP sobre obras da Copa

S O PAULO, 6 de agosto de 2010 - O ministro das Cidades, Marcio Fortes, afirmou hoje que o ministério também está sendo afetado pela indefinição do estádio em São Paulo para a Copa de 2014. Na segunda-feira, o ministro do Esporte, Orlando Silva, já havia pedido para as autoridades paulistas maior agilidade para evitar o aumento dos custos das obras.

Fortes disse que se reuniu com a bancada de senadores de São Paulo, na quarta-feira, para discutir a indefinição que afeta diretamente a sua pasta. Segundo ele, o ministério já tem aprovado um projeto de monotrilho que passa pelo Aeroporto de Congonhas e pelo Estádio do Morumbi, mas se os jogos forem em outro local, o projeto de logistica terá de ser modificado.

Segundo o ministro, mesmo com a entrada do governador, Alberto Goldman, e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para "afunilar uma decisão e tentar uma alternativa válida", não houve definição. E os projetos de mobilidade, investimentos em hotelaria, segurança, melhorias de hospitais e a urbanização do entorno do local das partidas seguirão atrasados.

"Nessas horas você tem que bater o martelo. A pior coisa, como disse o Orlando Silva, é a dúvida. Pode até não decidir muito bem, mas tem que decidir porque senão o atraso vem sistematicamente", afirmou Fortes. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)