Incerteza com a econonia mundial estimula queda dos DIs

S O PAULO, 16 de agosto de 2010 - As incertezas em relação à economia mundial estimulam a queda dos prêmios dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI), principalmente, no longo prazo que são mais sensívies ao cenário externo. Na BM&FBovespa, o DI com vencimento em janeiro de 2011 projetava juro de 10,76%, ante 10,77% do ajuste anterior. Janeiro de 2012 apontava taxa anual de 11,42%, ante 11,48% da véspera.

A equipe econômica do Bradesco comenta que a elevação da preocupação quanto à dinâmica da recuperação da economia global deverá colocar pressões sob as curvas de juros futuros e com isso, as curvas devem apresentar redução em suas taxas em todos os vencimentos no docorrer do dia.

Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK, avalia que nos últimos dias o sentimento negativo em relação à economia global e as declarações do presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, foram interpretadas como um endosso à percepção de que o ciclo de alta da Selic pode mesmo ter terminado. Atualmente, a taxa Selic está em 10,75% ao ano.

Na agenda doméstica desta segunda-feira, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou que o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) de 15 de agosto de 2010 apresentou variação de -0,19%, taxa 0,01 ponto percentual (p.p.) abaixo da registrada na última divulgação. Nesta edição, o índice registra a oitava semana consecutiva com taxa de variação negativa. Destaque para o arrefecimento no ritmo de queda do preço dos alimentos. O dado veio dentro das expectativas do mercado.

Na pauta dos negócios segue ainda o boletim Focus divulgado pelo Banco Central (BC) revelando que os analistas mantiveram as apostas para a taxa básica de juros (Selic) em 11% neste ano, frente à previsão da semana anterior. Já para 2011, o cenário foi alterado, com a taxa passando de 11,63% para 11,50%.

Por sua vez, a estimativa de inflação (IPCA) para 2010 continuou em 5,19%. Para o próximo ano, a taxa permaneceu em 4,80% pela 18ª semana consecutiva.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)