Eólicas podem produzir energia de maneira independente

S O PAULO, 9 de agosto de 2010 - O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou hoje no Diário Oficial da União (DOU), as Portarias nº 700, 701, 702, 703 e 704, que autorizam as centrais geradoras eólicas Guanambi, Faísa IV, Sangradouro 3, Faísa II e Faísa III, respectivamente, a atuarem com produtores independentes de energia elétrica. Cada EOL deverá obedecer às regras da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A EOL Guanambi fica localizada no Município de Guanambi, no Estado da Bahia, e é constituída de 11 Unidades Aerogeradoras, totalizando 16.500 kW de capacidade instalada e 8.480 kW médios de garantia física de energia.

A EOL Faísa IV, situada no Município de Trairi, Estado do Ceará, é constituída de doze Unidades Aerogeradoras, totalizando 25.200 kW de capacidade instalada e 8.550 kW médios de garantia física de energia. Sangradouro 3, localizada no Município de Osório, no Estado do Rio Grande do Sul, é formada por doze Unidades Aerogeradoras, somando 24.000 kW de capacidade instalada e 9.220 kW médios de garantia física de energia.

Outra EOL autorizada a produzir energia é a Faísa II. Localizada no Município de Trairi, Estado do Ceará, ela é constituída de doze Unidades Aerogeradoras, com 25.200 kW de capacidade instalada e 9.540 kW médios de garantia física de energia. A EOL Faísa III, também localizada no Município de Trairi, Ceará, é constituída de doze Unidades Aerogeradoras com 25.200 kW de capacidade instalada e 8.310 kW médios de garantia física de energia.

(Redação - Agência IN)