Encontro Nacional do Setor de Gás LP debate estratégias para o futuro

JB Online

S O PAULO - Presidentes das distribuidoras de Gás LP e empregados de todos os elos da cadeia do setor, distribuição e revenda de gás, participam do Enagás 2010 1º Encontro Nacional do Setor de Gás LP que acontece de 18 a 20 de agosto, em Campinas (SP). Durante o evento, do qual também participam a ANP e o PROCON-SP, serão debatidos o futuro desse mercado e as estratégias para o seu crescimento. A concorrência entre o Gás LP e o Gás Natural, as ações para fidelização dos clientes e a erradicação da venda clandestina do produto no país também estarão em pauta.

O setor, que movimenta R$ 19 bilhões ao ano, espera que sua participação na matriz energética brasileira, que atualmente é de 3,4%, ultrapasse 4,5% em 2020. O considerável potencial de expansão do uso desse combustível se deve sobretudo ao acentuado crescimento de sua produção. Segundo a Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME), será possível alcançar a autossuficência já em 2015. Atualmente, apenas 8% do Gás LP consumido no Brasil é importado.

O Gás LP, que está presente em todos os municípios brasileiros, atende a 53 milhões de lares, 95% do total. De acordo com o presidente do Sindigás (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás LP), Sergio Bandeira de Mello, há oportunidades enormes de negócio no segmento residencial, com o aquecimento de água do chuveiro e com a substituição do uso da lenha, especialmente nas regiões Sul, Norte e Nordeste. No segmento comercial, o Gás LP é mais competitivo nas pequenas e médias indústrias, onde, a cada dia, apresenta-se mais barato que o GN .