Demanda por crédito das empresas será menor no 2º semestre

S O PAULO, 17 de agosto de 2010 - A retomada da busca por crédito em julho foi liderada pelas empresas do setor comercial. De acordo com o professor de economia da FGV-EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas), Evaldo Alves, "a retomada da demanda das empresas por crédito será marcada por uma velocidade menor do que a apresentada no primeiro semestre, o que vai resultar em crescimento econômico satisfatório em termos de mercado brasileiro".

Sobre a tendência do aumento da concessão de crédito para as empresas, Alves observa que "além do comércio crescer em consequência do aumento da produção, o Brasil está alcançando a excelência na área do varejo".

A busca das empresas por crédito teve alta de 0,5% em julho na comparação com o mês de junho. Nos últimos três meses foram registradas quedas, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito, divulgado nesta terça-feira, 17. Ainda segundo o Serasa, no acumulado dos primeiros sete meses de 2010, a demanda das empresas por crédito avançou 7,7% sobre o período acumulado de janeiro a julho de 2009

Entretanto, o professor ressalta que "a demanda por crédito deve acompanhar o crescimento da economia para que não surjam pressões inflacionárias. Este é o desafio do COPOM no restante do ano. Ao sair da crise sistêmica, o Brasil vai desenhando o seu novo perfil produtivo e de consumo com grande ênfase no varejo, que é um traço comum em todos os países emergentes".

(Redação - Agência IN)