Dados dos EUA e ações da Petrobras elevam Ibovespa

S O PAULO, 17 de agosto de 2010 - Após inúmeros dados mostrando deterioração da atividade econômica norte-americana, o bom desempenho do setor manufatureiro e os dados de inflação, todos do mês de julho, contribuíram para amenizar as preocupações com os Estados Unidos, pelo menos momentaneamente. Com isso, há pouco, o Ibovespa subia 1,28%, aos 67.557 pontos. O giro financeiro da bolsa estava em R$ 2,60 bilhões.

O indicador acima das expectativas do setor manufatureiro norte-americano levou ânimo para os investidores, que desde a abertura do pregão, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, observam índices acionários operando em terreno positivo. Pela manhã, o Federal Reserve anunciou que a produção industrial subiu 1% em julho depois ter recuado 0,1% em junho (alta de 7,7% com base anualizada). Também após meses de declínio, os preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) avançaram em julho. O índice cresceu 0,2%, retomando o terreno positivo após a queda de 0,5% em junho.

"Após semanas reportando dados que revelavam arrefecimento da atividade econômica dos EUA, o dado sinalizou que ainda há esperanças que a recuperação ocorra um pouco mais rápido, deixando para trás o ritmo moderado. Além disso, números das varejistas também ajudaram a elevar este sentimento", afirma João Pedro Brugger, economista da Leme Investimentos.

A varejista Walmart reportou lucro líquido atribuível à companhia de US$ 3,69 bilhões no segundo trimestre fiscal de 2011, ante US$ 3,47 bilhões registrados em igual época do ano passado, com avanço de 3,6%. Por sua vez, a Home Depot, varejista de materiais de construção, lucrou US$ 1,19 bilhão no segundo trimestre fiscal de 2010, ante US$ 1,11 bilhão registrados em igual época do ano passado.

No front doméstico, o Ibovespa replica o ambiente externo e opera no azul também impactado pelas ações da blue chip Petrobras. Os papéis (PN) da petrolífera subiam, há pouco, 2,61%, como parte das expectativas dos agentes devido ao anúncio do ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann. Segundo ele, até o dia 23, o governo irá divulgar o valor final para o barril de petróleo da área do pré-sal. O ministro não quis adiantar qual seria o preço adequado para o barril do pré-sal.

Entre os destaques positivos, as ações (PN) da TAM valorizavam 3,14%, ainda refletindo o anúncio da fusão com a Lan Chile. Após divulgar o seu balanço, os papéis da PDG Realty dispararam, em alta de 3,99%. A incorporadora anunciou lucro líquido ajustado de R$ 220,33 milhões no segundo trimestre de 2010, ante R$ 79,19 milhões registrados em igual época do ano passado, crescimento de 178%.

No campo negativo, os investidores digerem os números da Marfrig, que desvalorizava seus papéis (ON) em 2,80%. A empresa registrou redução de 68,5% no lucro líquido do segundo trimestre de 2010, somando R$ 127,4 milhões contra R$ 405 milhões apontados no mesmo período de 2009.

(Sérgio Vieira - Agência IN)