CNI: faturamento e atividade da indústria caem no trimestre

Luciana Cobucci, Portal Terra

BRASÍLIA - O nível do faturamento e da atividade das indústrias brasileiras caiu no segundo trimestre do ano. De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o faturamento real das indústrias - descontada a inflação -, caiu 0,3% entre abril e junho deste ano, na comparação com os três primeiros meses de 2010.

No segundo trimestre deste ano, o crescimento foi de 10%, percentual menor que o registrado no mesmo período do ano passado, que foi de 12%.

A utilização da capacidade instalada - que mede a capacidade de produção da indústria brasileira - também caiu. O índice atingiu 82,5% em junho, número 0,2 ponto percentual menor que o registrado em maio e é a segunda queda mensal seguida.

Esse indicador ainda está 0,7 ponto percentual abaixo do nível pré-crise, medido em setembro de 2008. Na comparação com os três primeiros meses do ano e com o mesmo período do ano passado, no entanto, o indicador subiu 3,1 pontos percentuais.

As horas trabalhadas na indústria também caíram: 0,3% em junho em relação a maio. O indicador, no entanto, registrou alta de 8,6% na comparação com junho de 2009.

Dos seis indicadores medidos pela CNI - capacidade instalada, faturamento, horas trabalhadas, massa salarial, rendimento médio e emprego -, somente o último cresceu em junho: 0,5% em relação ao mês anterior. Com a alta, o índice ultrapassou o nível pré-crise em 0,3%.