Chuvas quebram safra e elevam preços da banana nanica

S O PAULO, 16 de agosto de 2010 - O Brasil exportou 16% menos banana nanica ao Mercosul no primeiro semestre de 2010 frente ao mesmo período de 2009, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). A partir de maio, a redução nos envios foi mais acentuada, por conta da menor produção da fruta desde fevereiro, quando fortes chuvas causaram quebra de safra de nanica no Vale do Ribeira (SP). Assim, os preços da fruta subiram, o que estimulou produtores do norte de Santa Catarina, principal região exportadora ao Mercosul, a comercializar no mercado interno, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

A retomada dos envios aos países do Mercosul poderá ocorrer a partir de setembro, quando haverá ligeiro aumento da oferta da fruta no Brasil. A recuperação total das exportações, porém, só deverá acontecer a partir de dezembro, período de pico de safra de nanica em Santa Catarina e no Vale do Ribeira. Em janeiro e fevereiro deste ano, quando ambas as regiões estavam em pico de safra, as exportações tiveram alta de 6% frente ao primeiro bimestre de 2009, conforme a Secex, devido à maior oferta, menores preços e boa qualidade da fruta.

(SV - Agência IN)